Sobre o Brownie

Pergunta 1: Por que “Brownie”?

(  ) Porque brownie é moreno, doce e gostoso que nem eu.
(  ) Porque brownie é um bolinho que deu errado que nem eu.
(X) Porque meu sobrenome é Braum e os amiguinhos mais descolados o adaptam pra brownie.
(  ) Porque eu gosto de brownie e quis assim.

.

.

Pergunta 2: E o que o poderemos encontrar por aqui?

Textão. Sempre textão, porque sou dessas dos textões.
Mas antes disso, sabe aquela ideia antiga e inicial de blog em que a pessoa fala sobre coisas aleatórias de sua vida? Então, mais ou menos isso. Só que sou um pouco diferente das meninas que também tem blog sobre si. Não entendo de moda, não sei me maquiar, minha cabeça voa longe e escreve textos sobre o que aconteceu comigo, o que aconteceu com os outros e, principalmente, sobre o que não aconteceu. São textos sobre aquele tradicional “o que vi, vivi…. e imaginei”. Os personagens e textos não tem qualquer compromisso com o que existe, mas sim com a realidade… a minha realidade (ou não).

Acho que aqui tudo tem essa dualidade: Aconteceu! Ou não.
Talvez porque eu mesma seja um tanto assim: Sim, mas não. Quero, mas não quero. Sou, mas não sou. É isso, mas não é.
Então, como poderia que aqui fosse diferente?

O Brownie é para eu me permitir: me permitir escrever, publicar, omitir, duvidar e deixar que duvidem. Sem compromisso, sem pressão…

Prefiro usar fotos minhas a pegar fotos econtráveis em pesquisas na internet. Isso faz com que eu sinta o Brownie mais meu. Não existe necessariamente uma relação entre as fotos e os textos como por exemplo “essa foto é com a pessoa tal, então o texto é sobre a pessoa tal“. Você pode – e até deve – ter vários achismos aqui, mas achei melhor deixar esse lance explicado.

.

.

 Sobre quem escreve:

Clique aqui e boa sorte!

.

.

talking brownie

redes sociais:

Comente!