Tô morando sozinha #1 – A escolha do Apê

E com esse título maravilhoso que começo uma série de posts aqui no blog sobre a vida de morar sozinha. Sim, saí do conforto maravilhoso do apartamento da minha mãe e vim vasculhar experiências totalmente desconhecidas. Vem comigo e sinta o drama.

A primeira coisa a se fazer quando está pensando em ir morar sozinha é… procurar os candidatos à seu apartamento nos próximos anos. É fácil? Não, nem um pouco. Eu comecei pensando no padrão que eu queria: 2 quartos, 1 vaga, pelo menos 60m², perto do metrô, com varanda, com academia e outras atividades na área comum. Há, universo ideal é aquela coisa maravilhosa, né? Mas aí a gente começa a procurar, vê que não vai caber no bolso, e acaba diminuindo o padrão.

como escolher um apartamento para alugar

Foram mais de 5 meses de busca intensa, emails enviados e não respondidos (alô corretores, vamos responder o pessoal!) e, na verdade, sequer tinha visto esse apartamento que aluguei na internet. Agendei uma visita a outro apartamento e o corretor falou que tinha outro apartamento a dois quarteirões daquele e nos (eu e meu namorado) convidou a conhecer. Bom, não tínhamos nada a perder e fomos.

O que me chamou a atenção foi que o apartamento estava todo pintado e a parte elétrica tinha sido reformada, seria uma boa tranquilidade logo de cara. Ele tinha alguns dos atributos que coloquei como ideal na minha listinha: 2 quartos, 1 vaga (mas coletiva), um pouco mais de 60m², fica a 1,6km do metrô… e só. Mas, ele estava com um valor bem acima do budget que eu tinha. Eu sempre levei em consideração o valor total: Aluguel + Condomínio + IPTU (eu deveria ter levado em consideração o Seguro Aluguel também, porque fiz sem fiador… mas nessa hora eu ainda não sabia disso). Chorando desconto, irritei o proprietário – de acordo com a imobiliária, mas consegui R$400 reais a menos no valor do aluguel. Sucesso.

VEJA TODOS OS POSTS DA SÉRIE “TÔ MORANDO SOZINHA” AQUI

Confusões da imobiliária à parte, fechamos o contrato!
Este apê fica comigo nos próximos 30 meses pelo menos (:

Morando sozinha de aluguel

Depois desse depoimento, vamos ao que provavelmente mais interessa para você:
Uma lista com 10 coisas que você deve prestar atenção na hora de escolher um apartamento!

  1. Primeira coisa: estabeleça o padrão ideal de coisas que você gostaria que o apartamento tivesse alinhado ao valor que você gostaria de gastar
  2. No valor que você pretende gastar, contemple: aluguel + condomínio + IPTU e, claro, se você optar pelo Seguro Fiança, deve contar ele também.
  3. Não se esqueça que, uma vez que você estiver com o ape, além dos gastos mensais que citei ali em cima, terão os custos de energia elétrica, gás, água, etc. E até de uma possível manutenção.
  4. Falando em valores, se você ainda vai mobiliar o apartamento, pense nesses gastos também.
  5. Com isso em mente, comece sua pesquisa nos sites de busca online. Minha pesquisa fiz com ImóvelWeb; Viva Real; Zapmóveis; 5º andar; OLX.
  6. Tenha um controle de todos os apartamentos que você visitou e gostou, salve as informações principais e os links (o mesmo apartamento pode estar em mais de um site) – eu usei uma planilha para fazer esse controle.
  7. Comece a enviar os emails de contato com interesse nos imóveis e anote no seu controle a data que você entrou em contato. Assim você vai saber se te responderam ou não e qual imobiliária está fazendo você esperar (e aí, alerta! será que é uma imobiliária boa mesmo?)
  8. Peça desconto sim no valor do aluguel. Principalmente hoje em dia que o preço está altíssimo e o mercado não está assim tão quente, por isso há muitos apartamentos que estão sem alugar a muito tempo e o proprietário pode estar disposto a negociar.
  9. Não siga a sua lista de requisitos ao pé da letra, sempre tenha em mente o que é prioridade e o que você pode abrir mão em relação ao apartamento buscado.
  10. Faça a imobiliária te mostrar todos os cantos do apartamento, da área comum e PRINCIPALMENTE da garagem. Existem garagens horríveis (a minha é bem ruim, por sinal).

No próximo post, eu vou contar como foi a vistoria do apartamento e o que precisa estar bem claro ANTES de você assinar o documento de vistoria.