Vale a pena ter Linkedin?

Recentemente, um amigo um pouco indeciso de qual carreira seguir, me perguntou se valia mesmo a pena ter um perfil no Linkedin (ele não tinha).

Parei pra pensar por dois segundos o por que não valeria a pena… Não cheguei à uma conclusão, eu só vejo vantagens. Ok, a pior das hipóteses é “ih, mais uma rede social para atualizar“, mas não consegui colocar isso como um ponto negativo perante a todas as vantagens que você passa a ter acesso. A conclusão que cheguei agora, colocando as ideias nesse texto é que: o máximo que pode perder é um tempo para atualizar suas informações, de resto, você tem mais oportunidades de ganhos do que de perdas.

É aquela velha história que meu pai sempre dizia “o não você já tem“. Claro que, como a maioria das coisas nessa vida, tudo dependerá da forma que você está usando e das informações que está disponibilizando, mas, de uma forma geral, o Linkedin amplia suas oportunidades sim.

Contando minha própria experiência, além de manter contato com excelentes profissionais e servir de vitrine para recomendação deles, o Linkedin já me rendeu um emprego muuuito bacana em uma empresa mais bacana ainda.

APROVEITE E DÊ UMA OLHADINHA NO MEU LINKEDIN

Sempre mantenho meu perfil/currículo atualizado e, alinhado aos meus objetivos profissionais, optei por deixá-lo em inglês. Na minha experiência, alguns head hunters e RHs de empresas já entraram em contato comigo para apresentar alguma vaga em empresas e, inclusive, fui contratada dessa forma. Meu atual chefe me encontrou no Linkedin, gostou do meu histórico e entrou em contato para conversarmos. A vaga sequer estava aberta na empresa, ele estava apenas “pesquisando” uma possibilidade. Fiz a entrevista, apresentei um case e, quase um mês depois, fui contratada!

Para você ter mais destaque no Linkedin é sempre bom estar com o seu perfil completo e atualizado, atentando-se a escrevê-lo de acordo com as suas pretensões profissionais. Se você tem algum projeto desenvolvido no seu emprego atual (ou em algum passado) coloque lá também! Uma outra dica é escrever artigos relevantes, de preferência na sua área de atuação ou de pretensão, na própria plataforma. O poder de compartilhamento é muito grande e suas chances de encontrarem um recrutador, maior ainda.

tempos de boo-box

O Linkedin também é uma excelente ferramenta para você conhecer empresas e tentar conquistar uma oportunidade. Se você é daqueles que tem o sonho de trabalhar em uma empresa específica, você pode encontrar os recrutadores dessa empresa e conversar com eles, tentar descobrir vagas abertas, entender o que é necessário para se adequar à empresa, etc. Não quer adicionar ninguém? Não tem problema, muitas empresas publicam as vagas abertas na plataforma e, se não tiver uma vaga para a sua cidade ou até mesmo para o Brasil, sempre vale a pena ler os requisitos das vagas daquela empresa em outra cidade/país para você entender os requisitos e o tipo de profissional que a empresa procura.

O que não vai adiantar é você criar seu perfil e deixar lá parado esperando as coisas caírem do céu para acontecer. Como tudo na vida, se você tiver preguiça de usar e correr atrás das vantagens que você pode conseguir com cada oportunidade (no Linkedin inclusive), nada vai acontecer. Preguiça é o mal do século e posso escrever um post sobre preguiça um dia desses.

Então bora correr atrás, fazer um perfil no Linkedin, atualizar todas as informações (somente com a verdade, por favor) e aproveitar as oportunidades! Me adiciona lá e vamos começar o network! (: